O Mito do Condor

Entrando na linha dos mitos dos povos andinos, encontrei esta interessante lenda sobre o Condor dos Andes. Tomei a liberdade e fiz a Tradução do texto.

Para aqueles que não conhecem a ave, ela habita as regiões montanhosas e de clima frio, na região andina daAmérica do Sul. O condor é parente próximo do urubu, e é a segunda maior ave voadora do mundo, perdendo somente para o albatroz-errante.

Vale a pena conferir a lenda:

Conta-se que em uma comunidade, um homen vivia feliz com sua filha. A filha pastoreava as ovelhas, lhamas e outros animais enquanto pastavam. Todos os dias um homen de casaco preto, com um lenço branco e chapéu ia visitá-la. Como ele a via todos os dias, acabaram se tornando amigos. Ambos gostavam muito de jogos e, um dia começaram a jogar um “pega-pega”, sendo que quando um deles pegava o outro deveria levantá-lo ao ar. Quando ele a pegou, alçando-a ao ar, a garota ficou abismada ao perceber que eles estavam voando.

O jovem a colocou em uma saliência, em um alto penhasco. Alí, ele se transformou em Condor. Por um ou dois meses, o Condor criou e cuidou da garota. Sempre levava a ela muitos tipos de carne: carne assada, carne cozida. Quando estavam juntos a uns dois anos, a jovem se transformou em mulher e deu a luz a uma criança. Tomada pela saudade, ela chorava dia e  noite pelo seu pai, a quem havia deixado na comunidade. “Como meu pai pode ficar sozinho?”. “Quem está cuidando de minhas ovelhinas?”. “Devolva-me ao lugar de onde me tirou”, suplicava ao Condor, mas ele não lhe dava atenção.

Um belo dia um beija-flor apareceu. A jovem lhe disse: “- Beija-flor, meu beija-florzinho! Como és feliz por teres asas! Eu, não tenho nenhuma maneira de descer desse penhasco. Há mais de dois anos, um Condor que se transformou em um homen, me trouxe até aqui. Agora sou mulher, e dei a luz a um filho”. O beija-flor lhe disse: “- Me escute garota, vou te ajudar! Ainda hoje vou contar ao seu pai aonde você está, e ele virá buscála”. A jovem lhe respondeu: “- beija-flor, você conhece minha casa? Na minha casa existem belas e doces flores, te prometo que se me ajudar todas as flores de minha casa serão para ti”.

Quando disse isso o beija-flor voltou contente ao povoado, e foi logo contar ao pai dela: “- Sei onde está sua filha. Está em um ninho num penhasco. É a mulher do Condor! Vai ser muito difícil descê-la de lá. Teremos que levar um burro velho”, disse o beija-flor, e contou seu plano ao velho. Seguiram o caminho, levando consigo um burrro velho. Deixaram o burro morto no chão, e enquanto o Condor estava comendo o burro, o beija-flor e o velho ajudaram a garota e seu filho a descer do penhasco, deixado no ninho dois sapos, um pequeno e outro grande. Quando eles tinham voltado ao povoado, o beija-flor voltou ao  penhasco, onde se encontrava o Condor e lhe disse: “Olá Condor! Você não sabe que desgraça há em sua casa”.

“O que aconteceu?” O Condor lhe perguntou.

“Tua mulher e teu filho viraram sapos”. O Codor foi rapidamente voando verificar. Nem a jovem e nem seu filho estavam dentro do ninho, somente os sapos. O Condor se assustou, mas nada pode fazer, e o beija-flor sempre está entre as flores da casa da garota, enquanto ela, seu filho e seu pai vivem felizes na comunidade.

Texto de Glória Tamayo

Cuzco – Perú

Colca-condor-c03

Anúncios

Posted on 27/10/2009, in Curiosidades and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: