Comidas Nojentas

Hoje acordei inspirado para escrever este post! Durante a semana olhei algumas fotos na internet sobre a curiosa culinárias de alguns países. Tem muita coisa que rasteja, mora em baixo da terra ou no fundo do mar, é viscosa, etc,  que acaba entrando no cardápio.

A ideia deste post é apresentar uma seleção de fotos de coisas realmente nojentas. Se algum dia você tiver a oportunidade de experimentar alguma dessas comidinhas, vá em frente… afinal, cada um conhece o estômago que têm! 🙂

Tarântulas Fritas – Meu cardápio começa com as aranhas fritas! Poutz, quem me conheçe sabe que detesto esse animal imundo! Só de olhar essa foto me dá 412 tipos de arrepios, mas enfim… O pratinho aí de cima é muito apreciado no Camboja e em alguns países da Ásia. Dizem que na América do Sul o lance é a farofa de caranguejeira. Bem, o pratinho é descrito como “crocante por fora e mole por dentro”, como o Ferreiro Roucher, imagino eu.

Rato Frito – Ahhh… que delícia!!! Vai dizer que não dá “água na boca”?? Isso aí com uma cervejinha no final de tarde com os amigos é uma boa pedida. Esta é mais uma iguaria lá das bandas da Ásia. Ah, o ratinho aí é selecionado e branquinho, e não aquele de esgoto de coloração cinza.

Sopa de Morgeco – Uma sopinha sempre vai bem no frio! Mas sopa de morcego é pra-acabâ!!! Dizem que na Ásia você escolhe o seu morceguinho vivo numa gaiola. Feita a escolha, o bixinho é colocado numa panela fervente juntamente com gemgibre e cebolas. Depois de uma hora o pessoal retira os pelinhos e o animalzinho volta pra panela, acrescido de shoyo e pimenta. Tudo fresquinho, feito na sua frente e na hora!

Carne de Cachorro – Sempre ouvi falar do consumo de cães, mas nunca tinha visto uma foto da iguaria. A primeira impressão é chocante para os ocidentais, mas a verdade é que para os orientais trata-se de uma coisa cultural e milenar. Os poucos apreciadores que mantém esta tradição estão localizados no interior da Coréia do Sul, e alguns no Vietnãn. O prato em sí tem o nome de “Boshintang”. Dizem que a carne em é macia, mas não muito saborosa, e que traz muita vitalidade. Em São Paulo, há algum tempo atrás, houve um rebuliço em alguns restaurantes asiáticos por estarem vendendo carne de cachorro.

Escorpião Frito – Esse é bastante famoso! Meu amigo Fernando Brodeschi já teve a oportunidade de experimentar o espetinho deste “quitute”, na China.  Dizem que existem casos de pessoas que tiveram reações alérgicas após consumirem partes venenosas deste aracnídeo.

Biscoitinho de Vespa – Esse é coisa japoranga. O biscoitinho foi criado pelo Clube dos Amantes das Vespas, e é compostos por pelo menos 5 vespinhas, previamente fervidas em água. A vespa do biscoito vêm com ferrão e tudo, mas seus criadores afirmam que não não há perigo nenhum em consumir.

Feto de Pato – A idéia deste post não é a de fazer um ranking, mas seguramente se eu o fizesse este prato estaria entre os primeiros. Camboja, Filipinas, Vietnam e provavelmente o inferno são os consumidores desta iguaria chamada “Balut”. Imagina só, a patinha choca o ovo por algumas semanas,  daí vem alguém, rouba os ovos, e joga em água fervente!! Arrgggg!!!

Ainda existe uma outra receitinha envolvendo o ovo de pato, chamada de “Ovo Secular”, mas esta é para o pessoal com o gosto bem mais refinado. O lance é pegar o ovo (já com o embrião desenvolvido), enterrá-lo até que apodreça, e depois de uns dois meses tirar o ovo da terra e comer!! Dizem que existe este ovinho podre para venda no bairro da Liberdade em São Paulo. Imagina só o ferdor do negício depois que a casca é quebrada…arggg [2].

Sushi de Insetos – Para quem gosta de culinária japonesa (como eu)!  Sem comentários, as fotos dizem tudo.

Cérebro de Macaco – Muito tempo antes do Indiana Jones, os africanos já apreciavam esta nobre iguaria. Este é um caso de choque “parental”, já que os primatas são nossos parentes diretos na escala evolucional e, por isso, comer um semelhante passa a ser algo extremamente nojento e repugnante. Além disso existe o aspecto da maldade contra o animal, já que o cérebro deve ser consumido com o macaco ainda vivo. O processo de consumo deste alimento é grotesco e o bixinho sofre demais.

Anúncios

Posted on 23/02/2010, in Comidas e Receitas, Curiosidades and tagged , . Bookmark the permalink. 10 comentários.

  1. Olá.. escreveu pouco mais escreveu bem.. Adorei a forma com que voc esploro este assunto tão “nojento” de mais …
    De uma maneira sutil .. eu descobri que esistem muito alem das comidas que gostamos..

    Olha acho .. que a sopa de morceguinho eu encararia..
    Tenho um estomago bom..

    Beijoa bay

  2. vitortrotamundo

    Valeu pelo coments Janice! Acho que dessas comidas aí de cima eu encararia o sushi de insetos… hehehe

    Abraxx

  3. Vou exercer o direito de resposta, já que fui citado hehe.

    O escorpião que comi na China não era esse preto nojento, era do pequeno. Mas vi desses na Tailândia. As aranhas também vi no Cambodia, assim como o Balut (ovo fecundado) nas Filipinas. Mas não tive a moral de provar….

    Depois te mando umas fotos que tirei destes quitutes….

  4. Belo post Victor,

    tenho estômago de avestruz, e gosto de experimentar. Destes só náo sei se encararia o pato, embora quem goste de natô (feijão, digamos assim, fermentado, iguaria nipônica) costume encarar qualquer coisa.
    Na minha última ida as aldeias comi saúva. A gente pesca direto no formigueiro, separa a cabeça do corpo e… “croc”… bem interessante. Logo estará o posto no meu blog desta experiencia gastronomico-antropológica.
    Os Ianomami adoram comer sapo, daqueles bem verruguentos. Eu nunca estive nas aldeias deles, mas minha esposa que já esteve diz que é, no mínimo, bizarro. E entre várias etnias, inclusive os Kaiapó, com quem trabalhei por mais tempo, cérebro de macaco é iguaria disputada e normalmente deixada para as crianças, que, segundo a concepção local cresce mais esperta.
    Grande abraço,
    Altamiro

  5. vitortrotamundo

    Sou da sua turma Altamiro. Quando viajo gosto de experimentar coisas (vivo passando mal por conta deste costume, pois afinal nosso estômago nâo é adestrado para comidas fora de nosso cotidiano).

    Estou ansioso para conhecer suas expriências gastronômicas na região amazônica!

    Fernando, sei que você é um gourmet de primeira categoria e já comeu muita nojeira por esse mundo afora!! Coloca no seu blog as fotos!!!!

    Grande abraço!!

  6. Ui!!

    Nada disso ai em cima me faz a cabeça, muito menos o estômago!

    Ainda mais agora que estou grávida, tudo me enjoo, até café, imagine uma tarantula????

    Dispenso. Obrigada 🙂

    Abrs

  7. gente por favor que coisas nogentas mais eu queria saber oque era aquilo todo braco em forma de uma bola

    Obrigado !!! 🙂

  8. vitortrotamundo

    Depende, o troço branco pode ser o feto de pato ou o miolo de macaco..hehehe

  9. o cão não era o melhor amigo do homem?
    se o ocidental come o seu melhor amigo……bom, sei lá…

  10. cara quanta coisa nojenta pra mim esse negocio de misticismo é desculpa mesmo pra quem nao tem opcao tem q inventar e enfeitar mesmo, coitado desse povo… mas o lance do cachorro q cruel…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: