Zlatá Ulicka – A Vila Medieval de Praga

A cidade de Praga, na República Tcheca, é repleta de encantos. Suas ruas remontam a uma Europa antiga, tradicional, onde a arte adentra na vida cotidiano. Dentre seus encantos, vou destacar um em especial, que me agradou bastante durante minha última viagem. Trata-se da menor rua de Praga, onde encontra-se uma vila medieval preservada, chamada de Zlata Ulicka ou Golden Lane. É uma verdadeira viagem a idade média!

A vila localiza-se no complexo do castelo de Praga e é composta de pequenas casas, datadas do final do século 16, que parecem ter sido transportadas de um conto de fadas.

Golden Lane

A rua, juntamente com a vila, foram erguidas no final do século 15, durante a construção da muralha do castelo. Em 1597 o imperador Rodolfo II cedeu o espaço para os arqueiros, que guardavam a muralha, viverem com suas famílias. O espaço era pequeno, por este motivo as casas foram construídas em tamanho pequeno, quase que empilhadas umas sobre as outras. O material utilizado para a construção das pequenas casas foi pedra, barro e madeira.

Coleção de armaduras

Armas medievais - tacapes, espadas, escudos, elmos...

As casas resistiram a vários conflitos, e muitas delas foram destruídas durantes estas guerras, sendo que em 1657 sobraram apenas 14 delas. Com o passar dos anos as fortificações do castelo necessitaram de mais atiradores, por este motivo outras pessoas acabaram indo morar por lá. Pessoas ricas, pobres, artistas, funcionários, soldados, etc. já passaram por estas lendárias casas. Um dos seus moradores mais famosos foi Franz Kafka (casa de número 22) e a profetisa Madame de Tebas, que foi morta pela guestapo por ter profetizado o final do regime nazista.

Alquimia na mente!

A rua também é conhecida como Golden Lane devido aos alquimistas, que viveram por lá durante o reinado de Rodolfo II, que não só tentou fazer a Pedra Filosofal (ou elixir da juventude), mas também transformar metais em ouro. De fato, o local é cercado de histórias e lendas. Uma outra história conta que uma das casas era habitada por um velho homem, chamado Uhle, doutor em filosofia, que passou todo o seu tempo e gastou todo o seu dinheiro investindo em magia. Ele fez vários experimentos em seu laboratório. Foi então, que em 1831 a vila foi abalada por uma grande explosão, vinda de sua casa. Quando os bombeiros entraram na casa e extinguiram o fogo, eles encontraram o corpo de Uhle com uma pedra amarela em uma de suas mãos. Mais tarde, provaram que a pedra encontrada em sua mão era mesmo ouro. Quem sabe o velhote não conseguiu mesmo realizar o sonho de muitos alquimistas.

A casa de um alquimista.

O lugar localiza-se no Distrito do Castelo e é muito visitado. Para chegar lá, basicamente siga os turistas. Recomendado por este humilde trotamundo!

Posted on 16/02/2012, in República Tcheca, Viagens and tagged , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: