Arquivos de sites

Around Venezia

Uma viagem fantástica nesta ilha repleta de cores.

Basílica di San Marco

Muitas das igrejas europeias são realmente maravilhosas. Uma das minhas prediletas, especialmente por sua beleza,  é a Basílica di San Marco, na cidade italiana de Veneza. Constitui-se num templo fascinante, ricamente adornado e com belas esculturas, que mescla estilos decorativos do oriente e do ocidente. Realmente única!

A Basílica e todo seu esplendor.

Sua construção foi iniciada em 829 d.C, totalmente em estilo gótico. Em 976 um incêndio a destruiu quase que totalmente. O principal objetivo de sua construção era o de demonstrar a riqueza da Sereníssima República de Venezia e servir como tumba para o seu padroeiro, San Marco.

A Basílica localiza-se na movimentada Piazza San Marco.

Seu principal tesouro é o Pala dÓro, que é um altar dourado, cravado de jóias. O altar foi construído em Constantinopla e mais tarde adornado por ourives venezianos. Muitas outras riquezas saqueadas de Constantinopla estão nesta Basílica, mas muitas acabaram sumindo com o passar do tempo, devido a roubos e vendas para levantar fundos.

A Basílica é cercada de curiosidades. Uma delas refere-se a chegada dos restos mortais de San Marco, que segundo conta-se, foi roubado pelos mercadores de Veneza do mosteiro de Alexandria e o trazido envolto em banha de porco. Pois é, os venezianos de fato reverenciavam seu padroeiro. No final das contas os restos mortais acabaram sumindo durante o incêndio de 976, até que em 1794 acabaram aparecendo novamente, através de uma rachadura na parede, supostamente em resposta a uma oração.

O leão alado é visto porto da a cidade de Veneza e simboliza San Marco. Muitas vezes é representado com duas patas na água e duas na terra, devido a geografia da cidade.

O Leão Alado, simbolizando San Marco.

Veneza também foi importante durante as cruzadas cristãs. Em 1204 o Dodge Enrico Dandolo, que comandou a quarta cruzada em 1204, exibiu um conjunto curioso de relíquias nesta basílica: Sangue de Cristo, espinho da coroa de Cristo, leite de Virgem Maria, crânio de São João Batista e perna de São Jorge.

Enfim, estando em Veneza, é uma atração que deve ser visitada.

Confira o site da Basílica CLICANDO AQUI!

43 Curiosidades sobre a Itália

País maravilhoso, repleto de tradições e costumes. Abaixo selecionei 43 curiosidades sobre a Itália, sua cultura e como muitas delas se inter-relacionam com o Brasil.

1.   Além de Capital, Roma é a cidade mais populosa da Itália, bem como a 3ª da União Européia que mais recebe turistas.

2.   A língua oficial é o italiano, falado por quase toda a população. Existem diversos dialetos regionais como o vêneto, o napolitano e o sardo.

3.   Milão é uma das maiores produtoras de moda de alto luxo. A cidade é sede de grifes como Valentino, Gucci, Versace, Prada, Armani e Dolce & Gabbana. A Semana de Moda de Milão é uma das mais prestigiadas do mundo.

4.   É proibido trânsito de automóveis nos centros históricos de várias cidades. Transita-se somente a pé, de bicicleta ou de motocicletas.

5.   Os ônibus coletivos municipais e os trens interestaduais não têm cobradores, compram-se as passagens em banquinhas antes de subir no ônibus, a qual raramente é conferida.

6.   Os pedágios são cobrados apenas em estradas expressas. Existem sempre estradas públicas alternativas para o mesmo destino.

7.   É possível pegar ônibus noturno, no qual se dorme em Bolonha, e ao acordar se está em Paris.

8.   Em um ponto entre a França e a Itália, há um túnel tão extenso que o motorista permanece aproximadamente trinta minutos dentro da montanha.

9.   Jovens da classe média têm o costume de beber cerveja em praça pública e de tomar banho de sol nos parques, durante o verão.

10. O Panettone surgiu em meados do século XVII na região da Lombardia. Uma das versões mais aceitas é a do padeiro Toni de Milão. Toni preparou um pão com massa doce e leve. Acrescentou frutas e passas e começou a vendê-lo pela cidade. Foi daí que nasceu o Pane Di Toni, que mais tarde passou a chamar-se panettone.

11. Apesar de ter nascido há mais de dois mil anos, a mortadela é considerada o mais legítimo embutido italiano. Preparada com a paleta do porco, a mortadela bolonhesa é considerada a mais autêntica.

12. Os italianos elegeram uma Rainha da Mortadela: a atriz Sophia Loren. A escolha foi realizada em 1971, quando ela estrelou La Mortadella, filme dirigido pelo diretor Mário Monicelli.

13. Criada por imigrantes italianos, a linguiça calabresa não existe na Itália. Ela recebeu o nome da pimenta da Calábria usada na sua composição.

14. O salame é tipicamente italiano. O nome é derivado do verbo italiano salare, que significa salgar.

15. Os italianos comem pizza “dobrada” como sanduíche pelas ruas.

16 – A Itália é o 18º países mais desenvolvido do mundo e o 8º no índice mundial de qualidade de vida.

17 – A palavra Itália vem do latim “Italia”, nome que se originou de uma fonte não latina. É provável que a etimologia do nome “Itália” esteja relacionada ao grego antigo “italos” (touro), do proto-indo-europeu “wet”. O gado sempre teve grande importância para os povos da antiga Península Itálica.

18 – A região da atual Itália foi habitada por diversos povos: celtas, lígures, vênetos, sardos, etruscos, gregos, latinos etc. A mais importante cultura foi a romana (latinos), seguida da estrusca e da grega.

19 – Havia diversas colônias gregas ao Sul da atual Itália. Os gregos chamavam a região de Magna Grécia.

20 – Antes de adotar o Euro como moeda, a Itália usava a Lira italiana.

21 – A segunda cidade italiana mais populosa é Milão. A região metropolina de Milão, no entanto, é a que possui a mais alta densidade populacional. Apesar de Milão ter “apenas” 1,3 milhão de habitantes, a Grande Milão possui 2,7 milhões.

22 – A maior parte da população (diga-se 87%) segue o catolicismo. Outros grupos religiosos: cristão ortodoxos, gregos ortodoxos e protestantes.

23 – A Itália é dividida em 20 regiões: Abruzzo, Basilicata, Calabria, Campânia, Emília-Romanha, Friuli-Venezia, Lácio, Ligúria, Lombardia, Marche, Molise, Piemonte, Apúlia, Sardenha, Vale de Aosta, Toscana, Trentino-Alto Ádige, Úmbria, Sicília e Vêneto.

24 – As regiões mais populosas: Lombardia (região de Milão), Campânia (onde fica Nápoles), Lácio (da Capital Roma), Sicília (Palermo), Emília-Romanha (Bolonha) e Toscana (Florença).

25 – Os santos católicos italianos mais conhecidos no Brasil: São Benedito, Santa Cecília, São Francisco de Assis, São Francisco de Paula, São Genaro (também conhecido como São Januário), Santa Inês, Santa Madre Paulina (que, apesar de ter nascido na Itália, viveu no Brasil), Santa Rita de Cássia, Santa Rosa de Viterbo (que dá nome a uma cidade do estado de São Paulo) e São Tomás de Aquino.

26 – Enquanto o brasileiro tem o costume de comer pão francês no café da manhã, os italianos mantém o de comer brioches. O brioche é uma espécie de pão doce recheado com creme.

27 – Os antigos hebreus, babilônios, fenícios e árabes já comiam alimentos parecidos com a pizza. Em relação à pizza moderna, ela foi criada em 1889 pelo pizzaiolo Raffaele Esposito durante uma visita do Rei Umberto I e da Rainha Margherita a cidade de Nápoles. O nome, portanto, é uma homenagem à rainha. A Margherita possui as cores da bandeira italiana: verde (manjericão), branco (mussarela) e vermelho (tomate).

28 – A legítima mussarella (em italiano, mozzarella) italiana é produzida com leite de búfala.

29 – Os italianos não usam o sobrenome do meio.

30 – O filme O Feitiço de Áquila, de 1985, foi gravado na cidade de Áquila, região de Abruzzo.

31 – A Itália foi o país que ganhou o maior número de “Oscars” de língua estrangeira.

32 – Existe na localidade de Salemi, na ilha da Sicília, um museu sobre a máfia. É o primeiro museu do mundo dedicado ao assunto.

33 – Os meses do ano em italiano são parecidos com os da língua portuguesa: Gennaio, Febbraio, Marzo, Aprile, Maggio, Giugno, Luglio, Agosto, Settembre, Ottobre, Novembre e Dicembre. Os dias da semana são diferentes. Veja: Lunedi, Martedi, Mercoledi, Giovedi, Venerdi, Sabato e Domenica.

34 – A bandeira nacional da Itália é chamada “tricolor”. Distribuidas em faixas verticias de igual dimensão, as cores da bandeira são verde (que significa Liberdade), branco (Igualdade) e vermelho (Fraternidade).

35 – Empresas italianas com fábrica ou representação no Brasil: Giorgio Armani, Fiat (a empresa faz parte do mesmo grupo fabricante da Ferrari e Alfa Romeo), Magnetti Marelli, Alitalia, Barilla, Tim, Bulgari, Ferrero, Campari, Iveco e Pirelli.

36 – O Brasil foi um dos países que mais receberam imigrantes italianos. Calcula-se que mais de 25 milhões de brasileiros tenha origem italiana, a maioria de imigrantes vindos das regiões do Vêneto, Campânia, Calábria, Lombardia e Abruzzo.

37 – As regiões que mais receberam imigrantes italianos foram o Sudeste e o Sul. O Estado com maior porcentagem de descendentes de italianos é São Paulo.

38 – Estados Unidos, Canadá e Argentina tambén receberam grandes levas de imigrantes italianos.

39 – O Cruzeiro e o Palmeiras foram times fundados por italianos. Antigamente, o Palmeiras era conhecido apenas por Palestra Itália.

40 – Personalidades brasileiras de origem italiana: Lélia Abramo, Alessandra Ambrosio, Giovanna Antonelli, Ana Paula Arósio, Morena Baccarin, Adoniran Barbosa, Lina Bo Bardi, Rubens Barrichello, Luigi Barricceli, Nair Bello, Tony Bellotto, Leonardo Boff, Victor Brecheret, Luciano Burti, Adriana Calcanhotto, Mino Carta, Igor Cavalera, Max Cavalera, Rogério Ceni, Renata Ceribelli, Victor Civita, Marina Colasanti, Juliana Didone, Dunga, Miguel Falabella, Débora Falabella, Priscila Fantin, Laura Finocchiaro, Emerson Fittipaldi, Christian Fittipaldi, Isabeli Fontana, Giulia Gam, Emílio Garrastazu Médici, Elio Gaspari, Zélia Gattai, Reynaldo Gianecchini, Bruno Giorgi, Egberto Gismonti, Gianfresco Guarnieri, Bruna Lombardi, Maurren Maggi, Anita Malfatti, Felipe Massa, Amácio Mazzaropi, Júlio Medaglia, Fernando Meligeni, Fernanda Montenegro, Marco Nanini, Emilio Orciollo Neto, Giuseppe Oristanio, Sabrina Parlatore, Luana Piovani, Zizi Possi, Luiza Possi, Orestes Quércia, Carlos Alberto Ricelli, Renato Russo, Rodrigo Santoro, Luiz Felipe Scolari, Deborah Secco, José Serra, Eduardo Suplicy, Mário Zagallo, Kiko Zambianchi e Zetti.

41 – A cor azul da camisa da selecão italiana de futebol é a cor da monarquia – apesar da Itália não ser mais uma monarquia.

42 – A seleção italiana jogou cinco vezes contra o Brasil em Copas do Mundo. Foram duas vitórias, duas derrotas e um empate.

43 – A Itália participou de seis finais de Copa do Mundo, atrás apenas da Alemanha e do Brasil. Ela foi campeã em 1934, 1938, 1982 e 2006.

Veneza, seus canais, monumentos e belezas

Quem nunca ouviu falar no mágico romantismo que paira nos ares de Veneza? A cidade é realmente fascinante, e é quase impossível falar na Itália sem lembrar de Veneza. É também mundialmente conhecida pelas suas igrejas, monumentos e, é claro, pelos seus canais.

Na ocasião em que estivemos na cidade tivemos a oportunidade de literalmente nos perder em meio as suas ruelas, becos e canais. Talvez tenha sido a melhor coisa que fizemos, pois acabamos encontrando lugares fascinantes.

Veneza sem sombra de dúvidas deve ser  apreciada como um bom vinho.

As famosas gôndolas.

UM POUCO DE HISTÓRIA…

A cidade foi formada num arquipélago da laguna de Veneza, no golfo de Veneza, no noroeste do mar Adriático. Tornou-se uma potência comercial a partir do século X, no qual sua frota já era uma das maiores da Europa. Foi uma das cidades mais importantes da Europa, com uma história rica e complexa e um império de influência mundial comandado pelos doges, os líderes da cidade.

Basílica di San Marco

É classificada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Dos muitos monumentos e locais turísticos existentes, destacam-se a imponente Basílica de São Marcos, na adjacente Praça de São Marcos, a famosa Ponte de Rialto sobre o Grande Canal, construída em 1588 segundo projeto de Antonio da Ponte, a Ca’ d’Oro e numerosas igrejas e museus.

(fonte: Wikipédia)

Uma das muitas estátuas da basílica.

Algumas curiosidades bacanosas sobre a cidade:

  • Veneza recebe cerca de 15 milhões de turistas por ano.
  • Metade dos postos de trabalhos existentes em Veneza são envolvidos com turismo.
  • No século X sua frota de barcos era uma das maiores da Europa
  • O patrono da cidade é São Marcos
  • Nesta cidade nasceram os Papas Gregório XII, Eugênio IV, Paulo II, Alexandre VIII, Clemente XIII e Pio X.
  • A cidade foi construída sobre um arquipélago de 118 ilhas formadas por cerca de 150 canais numa lagoa rasa.
  • As ilhas em que a cidade é construída são ligadas por cerca de 400 pontes.
  • O transporte dentro da cidade continua a ser, como foi em séculos passados, inteiramente na água ou a pé.
  • Os visitantes podem tomar os barcos-táxis entre áreas da cidade.
  • Os venezianos viajam em barcos motorizados (vaporetti) que fazem viagens regulares ao longo das rotas principais dos canais da cidade e entre ilhas.
  • As gondolas são utilizadas por turistas, ou para casamentos ou algum evento religioso.
  • Veneza é praticamente uma zona sem carros, por ser construída sobre a água.
  • O Carnaval de Veneza é famoso mundialmente pela beleza das fantasias e das máscaras que moradores e turistas utilizam escondendo a sua real identidade.
  • Veneza tem 200 igrejas em cerca de seus 412 km2 de extensão (incluindo ilhas).
  • Veneza tem 3.000 vielas
  • Veneza tem cerca de 400 pontes e 170 canais
  • Veneza tem cerca de 400 lojas de souvenirs espalhadas pelos canais e rua principais.
  • A bebida popular em Veneza é o Spritz, que nada mais é do que um copo de vinho branco servido como aperitivo. São fortes, consuma moderadamente.
  • Por incrível que possa parecer os pratos tipicos de Veneza são Sopa de Peixe (Zuppa Pesce), Mariscos, Camarões, etc.
  • Prepare-se para encontrar preços ‘salgados’ ou seja, as coisas em Veneza não são nada baratas.
  • O edifício Campanille é o mais alto da cidade, portanto lá você poderá ter uma bela vista de Veneza.
  • Para ver Veneza você terá de alugar um barco e percorrer os canais, se for a Veneza e não fizer isto esqueça, a viagem não valerá a pena.
  • Se for a Veneza, não deixe de visitar Murano, Burano e Torcello.
  • Caso vá em época de chuva prepare-se para encontrar grandes tempestades e pequenas inundações ao longo das praças.

Canais

Mais algumas estátuas da Basílica di San Marco

Basílica de Santa Maria Gloriosa dei Frari

Mais algumas imagens de Veneza CLIQUE AQUI!

 

Dentro do Castelo Sforzesco

Uma Manhã na Piazza del Duomo

Uma bela manhã na Piazza del Duomo. Muitos turistas no verão europeu.

Castelo Sforzesco

Read the rest of this entry

Piazza del Duomo in Milano

Milano (ou Milão, cso prefiram) é uma cidade magnífica!

Gelato Italiano de Mirtilo.

Sorvete de massa italiano!

Sem comparação!
Mirtilo apavora!
O mirtilo, também conhecido como arando ou uva-do-monte, ou até blueberry (Vaccinium myrtillus) é um arbusto que pertence à família Ericaceae (família da azaléa). As plantas são arbustos de pequeno porte que crescem em sub-bosques de florestas temperadas na Europa.

Galeria Vittorio Emanuele II

Read the rest of this entry

%d bloggers like this: