Arquivos de sites

A Lenda do Galo de Barcelos

A lenda do Galo de Barcelos narra a intervenção milagrosa de um galo morto na prova da inocência de um homem erradamente acusado. Está associada ao cruzeiro seiscentista que faz parte do espólio do Museu Arqueológico, situado no Paço dos Condes de Barcelos.

Segundo a lenda, os habitantes de Barcelos andavam alarmados com um crime, do qual ainda não se tinha descoberto o criminoso que o cometera. Certo dia, apareceu um galego que se tornou suspeito. As autoridades resolveram prendê-lo, apesar dos seus juramentos de inocência, que estava apenas de passagem em peregrinação a Santiago de Compostela, em cumprimento duma promessa.

Condenado à forca, o homem pediu que o levassem à presença do juiz que o condenara. Concedida a autorização, levaram-no à residência do magistrado, que nesse momento se banqueteava com alguns amigos. O galego voltou a afirmar a sua inocência e, perante a incredulidade dos presentes, apontou para um galo assado que estava sobre a mesa e exclamou: “É tão certo eu estar inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem.

O juiz empurrou o prato para o lado e ignorou o apelo, mas quando o peregrino estava a ser enforcado, o galo assado ergueu-se na mesa e cantou. Compreendendo o seu erro, o juiz correu para a forca e descobriu que o galego se salvara graças a um nó mal feito. O homem foi imediatamente solto e mandado em paz.

Alguns anos mais tarde, o galego teria voltado a Barcelos para esculpir o Cruzeiro do Senhor do Galo em louvor à Virgem Maria e a São Tiago, monumento que se encontra no Museu Arqueológico de Barcelos.

Fonte: Wikipédia

Anúncios

Lisboa

Nesse trecho da viagem nós tivemos a companhia da Camila, do GE Dom Orione. Chegamos em Lisboa e fomos logo até o hotel, deixamos as coisas e saímos para aproveitar nossa curta estadia na cidade.

Um belo fim de tarde na capital portuguesa.

Lisboa é uma cidade bacana, que mantém o charme e tranquilidade de uma típica cidade do interior. Legal caminhar pelas suas ruas estreitas e observar sua arquitetura peculiar, com casas antigas e prédios com azulejos.

As estreitas ruas de Lisboa.
Os tradicionais azulejos.

Meu principal objetivo durante esta estadia era a o de experimentar o tradicional bacalhau português. Acabamos encontrando um restaurante bacana, onde pudemos experimentar, além do bacalhau, alguns mariscos.

Noite em Lisboa, em um dos becos.
Bacalhau!!

O passeio noturno rendeu e conseguimos fechar com “chave de ouro” nossa trip pela Europa.

No dia seguinte, bem cedinho, pegamos nosso avião de volta para o Brasil.

%d bloggers like this: